Oradores

Alda Mira Coelho, médica especialista e consultora em pedopsiquiatria - mestrado e doutoramento em curso na área de PEA/Coordenação da consulta PEA no CHSJ com articulação com várias entidades nacionais e internacionais ligadas a esta problemática/Diretora do Serviço de Psiquiatria de Infância e Adolescência do Hospital de S. João.

António Cirne Andrade Garcezlicenciado em Psicologia. Mestrado em Psicologia de Desenvolvimento da Educação - Multideficiência pela Universidade do Porto. Psicólogo desde 2000. Tem desenvolvido a sua atividade na Unidade de Formação do CEFPI, com especial incidência na intervenção em grupo para a promoção de competências sociais. Participou no Projeto Erasmus+, onde aprofundou competências de intervenção destinadas às pessoas com PEA.

Fernando Barbosa, licenciado em Gestão de Empresas pela Universidade Portucalense, Mestre em Engenharia Industrial pela Universidade do Minho, Doutorando em Engenharia Industrial e Sistemas pela Universidade do Minho. Desempenha as funções de Professor Convidado na Universidade do Minho e na Escola de Ciências Empresariais do Instituto Politécnico de Viana. É ainda Presidente do Conselho de Administração da Focus.

Janine Martins, Técnica Superior de Educação, licenciada em Ciências da Educação e Mestre em Psicologia do Desenvolvimento pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, responsável pela valência GASC (grupos para a autonomia e socialização em contexto) da APPDA-Norte.

Júlio Santos, Professor de Música do Centro de atividades Ocupacionais da APPDA-Norte tem desenvolvido projetos em Parceria, nomeadamente com a Casa da Música e Camara Municipal de Gaia, para o ensino da música a pessoas com PEA.

Madalena Sofia Oliveira, doutorada na especialidade de Psicologia (FCHS-UFP), mestre em Ciências Forenses (FMUP) e licenciada em Serviço Social (FCHS-UFP). Professora Auxiliar Convidada no IUCS - CESPU, no ISCJS (Cabo Verde) e docente externa na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Investigadora integrada no JusGov - CIJG da UMinho, nos grupos Direitos Humanos (DH) e Justiça e Criminal e Criminologia (JusCrim) e colaboradora no Iinfacts IUCS-CESPU, onde se dedica ao estudo da violência em diferentes contextos. Autora de várias publicações nestas áreas. Do seu percurso profissional destaca-se a experiência, em entidades públicas e privadas, na intervenção com vítimas de crimes; com crianças e jovens em risco/perigo, no sistema de promoção e proteção e tutelares educativos; a intervenção psicossocial em contextos de crise e a atuação na reabilitação e reintegração física, económica e social de vítimas em que resulte grave afetação da funcionalidade.

Maria Merino, doutorada em Ciências da Educação com louvor por unanimidade por um programa de competências para a vida em adolescentes com PEA. Coordenadora do Serviço APITEA (Atención Psicosocial Integral para personas con TEA), Associação Autismo Burgos, especializada no trabalho individual e grupal com jovens/adultos com PEA. Participou em diversos projetos ligados ao Autismo e é autora e coautora de vários produtos e publicações editados pela Associação Autismo Burgos.

Paula Pinto de Freitas, Psiquiatra da Infância e Adolescência, Doutorada em Medicina, Professora do Instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar da Universidade do Porto. Diretora Técnica Geral da APPDA-Norte.

Rui Machado, licenciado em Psicologia da Saúde e mestre em Psicologia Clínica. Entre os dois, fez formação técnica em Multimédia e trabalhou em Publicidade. Desenvolve um trabalho intenso enquanto dirigente associativo e ativista na área da deficiência, sendo membro da comissão coordenadora dos (d)Eficientes Indignados, da direção do Centro de Vida Independente, do grupo "Sex and Relationships" da European Network on Independent Living e co-criador de um movimento nacional ligado à desmistificação da sexualidade das pessoas com diversidade funcional. Mais recentemente esteve envolvido na criação e desenvolvimento do Projeto Janelas onde, junto de cuidadores e técnicos, se procurou promover o desenvolvimento psicoafectivo de pessoas com diversidade intelectual. É ainda escritor, estando a preparar o seu quinto livro, e cronista nas publicações Plural&Singular e Jornal Novo de Valongo.

Teresa Janela Pinto, doutoranda em Política Social no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa, onde desenvolve uma tese sobre políticas de proteção social e direitos humanos das pessoas com deficiência. Desde 2013, integra a equipa do Observatório da Deficiência e Direitos Humanos (ODDH), onde tem participado em projetos de investigação nacionais e internacionais no domínio das políticas da deficiência. Nos últimos dois anos, colaborou na elaboração da publicação "Pessoas com Deficiência em Portugal: Indicadores de Direitos Humanos". É investigadora colaboradora do Centro Interdisciplinar de Estudos do Género (CIEG).